ALTOMIDIA

ALTOMIDIA

HOME

quinta-feira, 15 de junho de 2017

MACAU (RN): COMO SE EXPLICA ESSA SITUAÇÃO?




A Prefeitura Municipal de Macau (RN) precisa esclarecer com clareza o que foi publicado no Diário Oficial da União e o que consta no Portal da Transparência da edilidade a respeito de aquisição de gêneros alimentícios, pois os dados são bem diferenciados.
– No Diário Oficial da União foi publicado no dia 20/04/2017, o extrato do processo administrativo nº 108/2017, constando o seguinte: AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS:
– A W NUNES DOS SANTOS – ME – R$ 96.113.45
– B J OLIVEIRA – ME – R$ 1.071.517,20
– C TRAJANO PINTO – ME – R$ 142.412,60
– MARCOS PEDRO DO NASCIMENTO NETO – ME – R$ 96.113,45
– W B COMERCIO E SERVIÇOS – EPP – R$ 1.648.393,32

– No Portal da Transparência da Prefeitura Municipal de Macau consta o teor do mesmo Processo Administrativo nº 108/2017, com os seguintes dados:
– A W NUNES DOS SANTOS – ME – R$ 134.929,89
– C TRAJANO PINTO – ME – R$ 142.412,60
– MARCOS PEDRO DO NASCIMENTO NETO – ME – R$ 727.200,73
– W B COMERCIO E SERVIÇOS – EPP – R$ 2.127.096,50

– A empresa B J OLIVEIRA – ME, não aparece no Portal da Transparência e os valores das firmas: A W NUNES DOS SANTOS, MARCOS PEDRO DO NASCIMENTO NETO e W B COMERCIO E SERVIÇOS, são bastante diferenciados.  O único valor financeiro contratado que reflete a verdade nas duas publicações oficiais, é o da firma C TRAJANO PINTO
– O valor financeiro global da aquisição de gêneros alimentícios publicado no Diário Oficial da União é de R$ 3.054.550,02.  Já o que consta no Portal da Transparência da Prefeitura de Macau é de R$ 3.131.639,72.
– Como se explica essa situação???
É somente uma pergunta?