HOME

segunda-feira, 18 de junho de 2018

MEIRELLES PROMETE LIBERAR MACONHA CASO SEJA ELEITO: “NÃO DEVEMOS CRIMINALIZAR O CONSUMIDOR”



Candidato do presidente Michel Temer à presidência da República, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB) revela que suas posições liberais não se restringem à economia. O emedebista assume bandeiras que coincidem com as erguidas por partidos de esquerda e contrariam as defendidas por partidos de centro e direita. Em entrevista à revista IstoÉ, Meirelles promete liberar a maconha caso seja eleito e admite a possibilidade de ampliar o leque das hipóteses de aborto legal no país. Ele também diz ser favorável ao casamento gay e contra a redução da maioridade penal. As declarações do ex-ministro não coincidem com as dos evangélicos, de cujo eleitorado ele tem se aproximado nos últimos meses.
“Acho que a maconha é uma questão de direito individual. Não devemos penalizar e criminalizar o consumidor. Principalmente se for para uso medicinal. Maconha eu liberaria, mas dentro de algumas restrições, com controle rígido, como outros países fazem. Ainda mais depois que as pesquisas apontaram que não causa danos permanentes. Cocaína, sim. Tem que ser criminalizada”, disse aos jornalistas Germano Oliveira e André Vargas.