HOME

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

* FIASCOS: CAMPANHA DE FÁTIMA BEZERRA PERDE FÔLEGO NA RETA FINAL.

Em Natal foi tão vergonhoso que nem Fátima apareceu, nossa.

A campanha da candidata do PT perdeu fôlego no momento crucial da campanha eleitoral no Rio Grande do Norte, fato.

As manifestações em prol de Haddad/Fátima em Natal e a carreta de Fátima/Zenaide em Mossoró foram dois fiascos abaixo dos mais pessimistas imagináveis.

A  impressão é que a dobradinha Bolsonado/Carlos Eduardo sepultou o PT no RN.
Detalhe: Bolsonaro, esse já tá batido, fato!

PREGO BATIDO PONTA VIRADA: GUSTAVO QUEIROZ (PSD) FARÁ CONVENÇÃO TERÇA-FEIRA PARA HOMOLOGAR CANDIDATURA A PREFEITO DE PENDÊNCIAS


Na foto: Zilda, Gilberto, Gustavo, Alexandre, Waldemar e João Zuza

O pré candidato a prefeito de Pendências na eleição suplementar, a ser realizada no dia 25 de novembro, Gustavo Queiroz (PSD), conquistou importantes apoios de peso eleitoral e fechou com cinco vereadores, que são eles: João Zuza (PMN), Maria Zilda da Costa (PRB), Valdemar Bezerra (PSDC), Gilberto Fonseca (PDT) e Fernando Júnior (PMN).

Além de uma bancada com os cinco parlamentares, incluindo o presidente da Câmara; Gustavo Queiroz, terá como o seu companheiro de chapa, o jovem Alexandre, filho da ex-prefeita Dida de Mulungú, que reforça a chapa de oposição, no distrito de maior densidade eleitoral do município. E de acordo com o que prevê a convocação do edital do partido, a Convenção será realizada na próxima terça-feira (23), no Espaço Sonhar-T, das 17 às 21h00.
Gustavo Queiroz e o vice Alexandre
Gustavo Queiroz (PSD), na última eleição em 2016, perdeu para o prefeito afastado, Fernando Antônio Medeiros (PMDB), por uma diferença de apenas pouco mais de cem votos

domingo, 21 de outubro de 2018

MÉDICOS DECLARAM APOIO A CARLOS EDUARDO



Médicos da capital declaram apoio ao candidato a governador, Carlos Eduardo. Reunião ocorreu na manhã deste domingo, com a presença do general Girão, agora deputado e coordenador da campanha de Bolsonarono RN. O prefeito de Natal Álvaro Dias, o presidente da Associação dos Médicos e o presidente do PSL, também estiveram presentes ao evento.

ENEM: ESTUDANTES PODEM CONFIRMAR INSCRIÇÃO A PARTIR DESTA 2ª FEIRA



A partir desta segunda-feira (22), os estudantes que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 podem acessar os cartões de confirmação da inscrição. Para consultar o documento, é necessário acessar a página do participante, onde deve ser colocado o CPF e senha ou baixar em seu celular o aplicativo Enem 2018. A primeira etapa do exame será aplicada no domingo, dia 4 de novembro.

O cartão contem os dados do estudante, o endereço do local, a data e hora da aplicação da prova, além das informações sobre a língua estrangeira escolhida e recursos de acessibilidade, se tiverem sido solicitados. Caso tenha problema com as informações do cartão ou dificuldade de acesso ao documento, o estudante pode entrar em contato com o MEC pelo telefone 0800616161 ou pelo link Fale Conosco, no site do Enem.

Com a entrada em vigor do horário de verão no mesmo dia da primeira etapa do Exame, em 4 de novembro, o Ministério da Educação recomenda que os inscritos fiquem atentos aos horários de abertura e fechamento dos portões dos locais de prova em cada estado.
Para evitar imprevistos, o MEC recomenda que o estudante planeje o trajeto até o local da prova. O ministério sugere também que os participantes comecem a ajustar o horário de sono e dormir mais cedo uma semana antes do dia da prova.

Confira os horários do fechamento dos portões

No Distrito Federal e nos estados do Espírito Santo, de Goiás, Minas Gerais, do Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e São Paulo, os portões abrem às 12h e fecham às 13h.

Nos estados de Alagoas, do Amapá, da Bahia, do Ceará, Maranhão, de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, da Paraíba, de Pernambuco, do Piauí, Rio Grande do Norte, de Sergipe, do Tocantins, os portões abrem às 11h e fecham às 12h.

No Amazonas, em Rondônia e Roraima, os portões abrem às 10h e fecham às 11h. No Acre, os portões abrem às 9h e fecham às 10h, no horário local.

Agência Brasil

CONHEÇA O DONO DA VOZ QUE MARCA ANUALMENTE A FESTA DO BOI



Você imagina de quem seja a voz que ecoa pela Festa do Boi no Parque Aristófanes Fernandes? Um homem alto, forte, magro, bonito e acima dos cinquenta homens. Essa é a imagem que os visitantes da festa, que acontece anualmente no mês de outubro em Parnamirim, têm do dono da voz do locutor do evento.

Todos os anos é impossível não escutar aquela voz pelos pavilhões da Festa do Boi. Anunciando as atividades, as exposições e a apresentação do gado na pista. Lá está aquele vozeirão. José Antônio da Silva, conhecido como Zito, natural de Carpina, Pernambuco, ele tem 62 anos de idade, e há 22 anos atua como locutor oficial do evento no Rio Grande do Norte. Zito conta que começou a atuar nas festas agropecuárias do Norte e Nordeste há 40 anos e que tudo começou na sua cidade natal, Carpina.

A 56ª Festa do Boi começou no dia 12 de outubro e encerrou oficialmente neste sábado (20). A feira contou com mais de 2.500 animais. Mais uma vez a voz de Zito fez a diferença pela parque. Agora ele se prepara para no próximo ano voltar ao RN.


PECADOS ELEITORAIS

O fixo, o difícil, o pouco crível. Depois de 2018 as campanhas eleitorais não serão mais as mesmas.
Só o marketing como ferramenta de persuasão acabou, provou-se que o marketing precisa ser sensível ao que se passa nas ruas, precisa ser criativo, agir rapidamente e conectado com redes digitais com capacidade de disseminar o material produzido. Muitos foram eleitos sem grandes agências em sua campanha, mas com forte atuação nas redes sociais e na assessoria de imprensa.
As pesquisas não ditam o ritmo de campanha, o povo dá o ritmo. As manipulações nas pesquisas foram claras, e estas pesquisas só serviriam para nortear estratégias de campo, mas não real conhecimento do público eleitor, com fortes tendências como anteriormente.
As Fake News não possuem controle, ainda que se queira ter. Além disso, percebe-se que há uma camada de pessoas sendo pagas para fazerem esse jogo sujo de difamar, caluniar, mentir, com a garantia de que há a impunidade neste país. O “pobre” candidato não faz, mas paga para fazer. Honestidade nas mensagens não foi o forte desta eleição.
Não há mais ideologia a ser seguida, há qualquer preço a ser pago para alcançar o poder. O governador do Rio Grande do Norte, como ex-aliado recente do PT, orienta seus cargos e apoiadores para que votem em Fátima Bezerra, com sua coordenação e os midiáticos pagos envolvidos; O PT-RN, partido que vota em Haddad, faz aliança com o PSDB-RN, que diz votar em Bolsonaro e leva na sua aba aquele partido que parece ser um satélite do PSDB, o PTC. A água e o óleo ideológico. Tudo cabe na acomodação política no estado que se contrapõe ao caminho nacional. Enquanto o Brasil ruma com Jair Bolsonaro para a presidência da república, o Rio Grande do Norte, falido, combalido, financeiramente implodido, até agora, caminha para a oposição ao Governo Federal com metade de sua bancada sendo adversária.

Que aquele garoto
Que ia mudar o mundo
Mudar o mundo
Frequenta agora
As festas do Grand Monde
No RN e no Brasil, muitos candidatos tradicionais perderam seus mandatos por não conseguirem entender os desejos do eleitor. Como se isso não fosse suficiente, ainda durante o segundo turno, os eleitos são questionados com suas escolhas, e não são poupados quando ficam claras as razões pelas quais declararam seu voto para um candidato. As lideranças já não lideram mais tanto assim. Os eleitores ficam cada dia mais independentes, dificultando “arregimentar” multidões seja para reuniões, caminhadas, audiências.
Quem sabe depois de 2018 o povo consiga enxergar mais do que “meu lado” e “seu lado”; quem sabe consiga enxergar as intenções e competências, e não os sorrisos que traem e de ideologias que são jogadas no lixo. Quando um mau governante é eleito, o lado é um só: Mel para poucos, fel para a maioria.

FHC DIZ QUE DECLARAÇÃO DE EDUARDO BOLSONARO CHEIRA A FASCISMO



O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) repudiou, com veemência, as declarações de Eduardo Bolsonaro, filho do presidenciável do PSL, em um vídeo, no qual ele diz que bastam um soldado e um cabo para fechar o STF. FHC usou o Twitter para criticar: “As declarações do dep. E Bolsonaro merecem repudio dos democratas. Prega a ação direta, ameaça o STF. Não apoio chicanas contra os vencedores, mas estas cruzaram a linha, cheiram a fascismo. Têm meu repúdio, como quaisquer outras, de qualquer partido, contra leis, a Constituição”.

Essa reação pode sinalizar na direção de que o tucano finalmente aceite participar de uma frente democrática contra o fascismo, pois até o momento ele tem se colocado de forma refratária à tese. Inclusive em seu tuíte anterior, o ex-presidente insinuou apoio a um manifesto divulgado por democratas, embora não tenha assumido um posicionamento claro no segundo turno da eleição.

“Há em circulação um manifesto de democratas progressistas. Bem-vindo. Com a provável eleição de Bolsonaro precisaremos mais ainda de defensores da democracia, para impedir que ele (ou quem vier a vencer) tente sair do rumo constitucional”, escreveu.

O vídeo

Durante uma palestra, pouco antes do primeiro turno, Eduardo Bolsonaro afirmou que se o STF impugnar a candidatura do pai “terá que pagar para ver o que acontece. Será que eles vão ter essa força mesmo? Se quiser fechar o STF você não manda nem um Jipe, manda um soldado e um cabo”.

A declaração foi em resposta a uma indagação de alguém da plateia sobre qual seria a reação do Exército no caso de impugnação da candidatura de Bolsonaro. Foi o suficiente para ele afirmar: “Mas aí eles vão ter que pagar para ver. Será que vão ter essa força toda mesmo? O pessoal até brinca lá: se quiser fechar o STF você não manda nem um Jipe, manda um soldado e um cabo. Não é querendo desmerecer o soldado e o cabo. O que que é o STF? Tira o poder da caneta de um ministro do STF, o que que ele é na rua?”, questionou.

CLICK AQUI

NOVO ACORDÃO NA POLÍTICA POTIGUAR

A senadora Fátima Bezerra, candidata ao Governo do Rio Grande do Norte, sempre denunciou os acordos políticos firmados no Estado, para combater o Partido dos Trabalhadores.

Na eleição do 2º turno, a candidata do presidiário de Curitiba, vem montando um novo ACORDÃO para a sua eleição ao Governo do Estado, firmando parcerias administrativas, com o PSDB, PR, PSD, PTC, PSB e outros, com objetivo de sair vitoriosa nas urnas de 28 de outubro.

Para se eleger governadora do Estado, Fátima Bezerra vem se alinhando com os seus ex-adversários políticos, com um único objetivo de conquistar o PODER e aparelhar a máquina administrativa, dando empregos para os novos aliados e a escória do PT, que foi banalizada na maior parte do país.

FATMAN & ROBIN NAS SALAS DE TODOS OS CINEMAS DO BRASIL


O ACORDÃO DE FÁTIMA, ROBINSON, EZEQUIEL E BENE


HADDAD NA RETA FINAL USARÁ PEÇAS FORTES NO RÁDIO E NA TV



A campanha de Haddad também reservou peças fortes para a reta final da campanha. Uma inserção de rádio pede que o eleitor “avalie se vale a pena votar em Bolsonaro só por ódio do PT”. “Muita gente não lembra ou quer esquecer que o Brasil teve uma ditadura que matou e torturou milhares de brasileiros.”

… e lágrimas A peça tem ritmo acelerado e sons de gritos ao fundo. Sustenta que muitas das vítimas da ditadura “tinham uma única culpa: não gostar do regime”. “Tortura não tem lei. Choque, estupro, porrada na frente dos filhos.”

Que é isso, companheiro? Assim como fez ao abordar o assunto na TV, a sigla vai exibir trecho de entrevista em que Bolsonaro diz ser a favor da tortura. “E se você não gostar do governo dele?”, indaga.

NA ÚLTIMA SEMANA DE PROPAGANDA, BOLSONARO APOSTA EM PUNIÇÃO A AGRESSOR DE MULHERES E EM ACENO A NORDESTINO



A programação da campanha de Jair Bolsonaro (PSL) para a última semana de propaganda mostra que ele vai continuar investindo sobre os poucos nichos que ainda resistem à sua candidatura e não deixam a de Fernando Haddad (PT) desmilinguir. Mais mensagens serão disparadas às mulheres e ao Nordeste. Uma inserção diz que “todo aquele que cometer crime contra a mulher deve pagar de forma integral”. Em outra, uma nordestina diz que o povo “já viveu tempo demais escravo do PT”.

Cabra macho A publicidade de rádio direcionada ao Nordeste traz uma coletânea de depoimentos sobre o candidato. As falas o retratam como “uma pessoa de pulso”, que “resgata os valores da família”. Finaliza com a voz de um homem repetindo os dizeres da camisa que Bolsonaro vestia quando foi esfaqueado: “Meu partido é o Brasil”.

Com sotaque Nesta inserção, a equipe do capitão reformado fez questão de incluir declarações de votos de nordestinos em “Bolsionário”. Haddad, quando iniciou sua imersão na região, em setembro, era chamado de “Andrade”.

PERTO DO DIA DO VOTO, ESTÁ À SOLTA O CHATO ELEITORAL



Faltando pouco para o segundo turno, está à solta o chato eleitoral. É um personagem que tenta transformar qualquer conversa em discussão política para defender seu candidato. Assim como sempre haverá gente que enfia o dedo no nariz, não há como evitar que ele exista. Pode-se limitar o alcance de sua chateação cortando-se polidamente o assunto. O general Alfredo Malan tinha uma fórmula: “Política e jogo de cartas me dão sono”. (Não era verdade, mas funcionava.)

Há dois tipos de chatos eleitorais.

O primeiro, benigno, é o militante. Ele supõe que sua palavra iluminada pode conseguir um voto para seu candidato. Esse chato pode ser neutralizado com uma simples mudança de assunto. O melhor remédio é deixá-lo falar o tempo que quiser. Interrompê-lo será estimulá-lo.

O segundo chato eleitoral, maligno, quer vender seu candidato, mas há nele algum tipo de insegurança. Fez sua escolha mas busca apoio, cumplicidade.

Esse é o tipo mais desagradável e perigoso, porque precisa de uma discussão. Afinal, só assim poderá se convencer que fará o certo, pois mais gente decidiu como ele. Quanto mais corda recebe, mas enfático ou radical se torna. Nesse caso o culpado pela chateação será quem lhe deu corda. (Trocar ideias com um eleitor de Bolsonaro tem uma complicação exclusiva, pois o candidato não quer debater as suas.

Se nenhum recurso der certo, pode-se recorrer ao truque do deputado Temperani Pereira. Depois de ouvir uma exposição de um colega ele lhe disse: “Sua opinião me deixa incorrobúvel e imbafefe”.

Depois comentou: “Quero ver ele achar essas palavras no dicionário”.

CARLOS EDUARDO CONFIRMA PRESENÇA NO FÓRUM FIERN CAMINHOS DO RN


Nesta segunda feira (22), os candidatos ao Governo do Estado, Fátima Bezerra (PT) e Carlos Eduardo (PDT), irão participar da edição especial do Fórum FIERN Caminhos do RN.
O evento é fechado para empresários e abordará alguns pontos do "Mais RN: Agenda Potiguar 2019-2022".

EZEQUIEL HAVIA DITO QUE JAMAIS VOTARIA EM FÁTIMA


No período pré-eleitoral, o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB), chegou a dizer que não votaria na senadora Fátima Bezerra (PT) de jeito nenhum para o Governo. Confira as palavras de Ezequiel.

CRISE NA CAMPANHA DE FÁTIMA



A chegada de tucanos e aliados de Henrique na campanha da candidata Fátima Bezerra (PT), candidata ao governo, causa rejeição nas bases de esquerda. Há quem diga que a petista já começou a lotear o novo governo que nem assumiu para receber a adesão fisiológica dos quadros que desembarcam no seu palanque.

BENES É O MAIS QUESTIONADO



De todos os apoios declarados no segundo turno, o do Deputado Federal eleito Benes Leocadio à candidatura de Fátima Bezerra é o mais questionado.

Tudo porquê Benes pautou sua campanha no combate à impunidade, se comprometendo em lutar pelo fim das progressões de penas e  redução da maioridade penal. 

Já Fátima e o PT são contra todas essas pautas e ainda defendem o desencadeamento de apenasdos.

Pra piorar a situação, Benes ainda apoia Bolsonaro. Nesse caso, ele aponta as pautas da segurança com o argumento.

Na tentativa de agradar a todos, Benes desagradou a maioria. Tanto é que sua assessoria teve que bloquear o Instagram para comentários e ao abrir, teve que publicar uma nota de esclarecimento que não convenceu a ninguém.

sábado, 20 de outubro de 2018

FÁTIMA BEZERRA FAZ PASSAGEM METEÓRICA POR ALTO DO RODRIGUES E CANCELA PARTICIPAÇÃO NO COMÍCIO DE ASSU



A candidata Fatima Bezerra conforme agenda divulgada nas redes sociais, e nos principais veículos de comunicação do Estado, reservou este sábado (20), para movimentação política na região do Vale do Açu. Mas, de acordo com populares que estiveram durante o final da tarde e início da noite, aguardando a comitiva da candidata para registrar a passagem da carreata; não houve qualquer movimento organizado nesse sentido.

Já era noite, quando de repente, um paredão vindo de Pendências surgiu, tocando o jingle da candidata, e anunciando o apoio das lideranças locais, Wilson Cunha, presidente do PT, e o ex-prefeito Eider Medeiros, se imaginou que a partir dali fosse o início da programação de Fátima e os seus aliados, no município, no entanto, do mesmo modo, rápido e meteórico que surgiu, também desapareceu.


Não teve parada para a fala dos oradores, e até agora, ninguém sabe, não viu a direção, e nem ouviu falar mais da comitiva.


Durante a semana, o ex-prefeito Eider Medeiros escreveu em seu perfil da rede social, que estaria ao lado de Fátima Bezerra, com Wilson Cunha, os vereadores aliados, suplentes de vereador, e mais algumas lideranças, ignorando o apoio do presidente da Câmara, vereador Nixon Baracho, a candidata Fátima Bezerra.

Do mesmo modo, estranho, e ao mesmo tempo misterioso, a candidata do PT sentindo o desgaste de sua ida a cidade dos poetas com seus apoiadores, fazendo manifestação separadas, preferiu ficar equidistante da queda de braço que continuam travando o deputado George Soares e o ex-prefeito Ivan Júnior.

Fátima preferiu cancelar a participação no comício de Assu, alegando outros compromissos na agenda.

SE ATÉ FÁTIMA BEZERRA ESTÁ DIZENDO, É PORQUE DEVE SER


EM BREVE EM CARTAZ NAS SALAS DE TODOS OS CINEMAS DO BRASIL: MANDALASCAR


VEJA O QUE DIZ FÁTIMA BEZERRA SOBRE O GESTOR CARLOS EDUARDO


GUSTAVO QUEIROZ SE AFASTOU DO DETRAN PARA CONCORRER A PREFEITURA DE PENDÊNCIAS


Gustavo Adolpho dos Santos Queiroz pediu exoneração do cargo de coordenador administrativo do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RN) (Leia AQUI ) para concorrer nas eleições suplementares para prefeitura de Pendências. As eleições suplementares para os cargos de prefeito e vice-prefeito do município de Pendências vão acontecer no dia 25 de novembro.

ESTADÃO REPERCUTE CRESCIMENTO DE CARLOS EDUARDO E EMPATE COM FÁTIMA


DEPUTADOS JÁ ARTICULAM APROVAR POSSE E COMERCIALIZAÇÃO DE ARMAS



Impulsionados pelo presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que está à frente nas pesquisas eleitorais para o 2º turno e é amplamente favorável ao uso de armas de fogo, deputados alinhados com o capitão reformado do Exército já se articulam para votar a revisão do Estatuto do Desarmamento. A mudança principal é passar a permitir a posse de armas por qualquer cidadão, o que é proibido no Brasil.

"Vamos votar o mais rápido possível a revisão do Estatuto do Desarmamento. O ponto central é simplificar a lei permitindo a posse de armas", disse o deputado Sóstenes Cavalcante (RJ), vice-líder do DEM e um dos mais influentes parlamentares da bancada evangélica na Câmara, em grande maioria apoiadora de Bolsonaro.

O projeto está pronto para ser votado no plenário da Câmara, depois de anos tramitando em comissões. O texto prevê o "direito de possuir e portar armas de fogo para legítima defesa ou proteção do próprio patrimônio", reduz a idade mínima para a compra de armas de 25 para 21 anos, e as taxas pagas ao governo.

Apesar de o texto aprovado na Comissão de Constituição e Justiça liberar o porte, além da posse, esse ponto deve ser revisto no plenário pelos defensores da revisão do estatuto. Isso porque há consenso entre os aliados de Bolsonaro quanto à liberação da compra de armas para ter em casa, mas existem resistências quanto ao porte em qualquer local.

Apesar de o assunto ser polêmico, é relativamente fácil de ser aprovado, já que requer maioria simples de votos. Com a adesão suprapartidária a Bolsonaro entre os congressistas, ele teria apoios suficientes para mudar as regras.

"Se Bolsonaro for eleito, votamos esse assunto rápido", afirmou o líder do PR na Câmara, deputado José Rocha (BA). Tanto Rocha quanto Sóstenes, ambos reeleitos, acreditam que o projeto será aprovado até o início do próximo ano legislativo.

Até a oposição vê alta probabilidade de mobilização em favor da proposta. O deputado Julio Delgado (PSB-MG), também reeleito, prevê que o estatuto será um dos primeiros pontos a serem tratados pela nova legislatura. "Esse tema tem mais apelo, e os outros assuntos, como reforma da Previdência, são mais conflituosos, então acho que eles começarão por aí", disse ele, numa referência ao perfil predominantemente conservador dos deputados recém-eleitos.

A liberação da compra de armas é recorrente nos discursos e está no programa de governo de Bolsonaro, sendo uma das suas principais bandeiras de campanha. "As armas são instrumentos, objetos inertes, que podem ser utilizadas para matar ou para salvar vidas. Isso depende de quem as está segurando: pessoas boas ou más", diz trecho de seu programa de governo.

Em live no Facebook em outubro, o capitão reformado defendeu o armamento como legítima defesa: "Por que eu sempre defendi a posse de arma de fogo? É você, cidadão de bem, com algumas poucas exigências ter uma arma dentro da tua casa, da tua fazenda. Isso chama posse de arma de fogo, é você poder reagir. O cara forçou a porta da tua casa, derrubou a porteira da tua fazenda, você tem o direito de reagir, por isso, eu defendo arma de fogo para o cidadão de bem", afirmou o candidato de extrema-direita.

Desde que Bolsonaro surgiu como um candidato viável eleitoralmente, a maior fabricante de armas do Brasil, a Forjas Taurus S.A., viu suas ações mais do que triplicarem em valor neste ano, devido às expectativas de que ele vencerá a eleição presidencial. As ações subiram 299% no acumulado do ano e sua volatilidade histórica de 100 dias está no nível mais alto desde pelo menos 2008, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

Os fracos fundamentos da empresa foram compensados pelas apostas de que o governo de Bolsonaro vai expandir o acesso a armas. "Forjas Taurus continua em uma situação crítica, com alto endividamento. Mas o cenário de uma vitória de Bolsonaro dá um fôlego para a companhia", disse Glauco Legat, analista-chefe da corretora Spinelli, à Bloomberg por telefone.

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva sancionou em 2003 a lei do Estatuto do Desarmamento. O principal ponto foi a proibição do porte de arma, com exceção para os responsáveis pela segurança pública, integrantes das Forças Armadas, agentes de Inteligência e da segurança privada. No Brasil, é proibida a comercialização de arma de fogo e munição, salvo aos profissionais com permissão de porte. A Polícia Federal pode autorizar pessoas que demonstrem necessidade de posse de armas em casa, desde que apresentem documentos sobre antecedentes criminais e aptidão psicológica para manusear a arma.

Especialistas em violência advertem que flexibilizar a legislação armamentista poderia inflar ainda mais os índices que fazem do Brasil um dos países mais violentos do mundo, com mais de 63.000 homicídios em 2017. "Colocar mais armas em circulação seria jogar gasolina num quadro que já está pegando fogo", disse Bruno Paes Manso, pesquisador do Núcleo de Estudos de Violência da USP. Segundo o especialista, a flexibilização do estatuto do desarmamento somada ao discurso de guerra contra o crime acirraria tensões sociais e poderia até abrir caminho para a proliferação de grupos paramilitares.

CARLOS EDUARDO A FÁTIMA: “ESTÁ NUMA SOBERBA, NUMA EMPÁFIA; DEVERIA TER MAIS HUMILDADE”



O candidato do PDT ao Governo do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo Alves, disse que sua adversária no segundo turno, Fátima Bezerra (PT), “deveria ter mais humildade”. A petista lidera as intenções de voto em todas as pesquisas registradas até o momento, mas vê o concorrente se aproximar. Nesta quinta-feira, 18, em debate na TV Band Natal, a senadora fez duras críticas ao oponente.

“A candidata está numa soberba, numa empáfia; ela deveria ter mais humildade e se ater à discussão”, disse Carlos Eduardo ao responder à adversária durante um questionamento no debate.

A petista voltou a acusar o ex-prefeito de Natal de disseminar notícias falsas (fake news) a seu respeito. Ela citou a divulgação de uma propaganda eleitoral em que a campanha adversária a acusava de ter se omitido na discussão sobre a regulamentação da vaquejada, tradicional prática do interior do Nordeste.

“Você não fica constrangido de basear sua campanha em fake news? Que coisa feia. Você está imitando seu candidato a nível nacional [presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL]? Em vez de proposta, é notícia mentirosa?”, questionou a petista, que registrou decisão da Justiça que determinou que Carlos Eduardo retire a propaganda do ar.

O pedetista negou a propagação de fake news. “A senhora faltou a duas sessões [do Congresso Nacional] em que estava sendo votada a questão da vaquejada. Como a senhora se omitiu, a conclusão foi de que a senhora é contra e não tem coragem de assumir as suas posições”, disse.

Fátima rebateu a acusação e lembrou que votou para que a vaquejada fosse reconhecida como patrimônio cultural imaterial do País. “Me posicionei. Tanto é que a Justiça mandou tirar a propaganda”, emendou. A petista acrescentou outra fake news supostamente disseminada pela campanha adversária, a de que ela não teria agido na instalação de unidades de escolas técnicas federais no Rio Grande do Norte, e sim a ex-senadora Rosalba Ciarlini, hoje prefeita de Mossoró e aliada de Carlos Eduardo.

“A senhora tem usado as escolas técnicas de uma forma eleitoreira. Isso foi uma política nacional, que foi para todos os estados, inclusive o Rio Grande do Norte”, frisou o candidato do PDT.

Fátima, por sua vez, destacou avanços na área promovidos pelos governos dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, como a expansão do ensino profissionalizante. “Fui relatora do Fundeb, o que garantiu o Pró-Infância e o piso nacional do magistério. Fizemos uma revolução do saber, trazendo 19 IFRNs para o Estado. Os estudantes sabem do papel decisivo que eu tive para trazer um por um”, salientou.

“FÁTIMA ESTÁ VIVENDO NO INCRÍVEL MUNDO DE BOB”, DIZ MULHER DE CARLOS EDUARDO



A secretária de Políticas Públicas para as Mulheres de Natal, Andréa Ramalho, mulher do candidato do PDT ao Governo do Estado, Carlos Eduardo Alves, afirmou nesta sexta-feira, 19, em vídeo compartilhado no microblog Twitter, que a adversária do seu marido no segundo turno, Fátima Bezerra (PT), “está vivendo no incrível mundo de Bob”.

De acordo com a secretária, Jair Bolsonaro – presidenciável do PSL apoiado por Carlos Eduardo no segundo turno – “já é presidente do Brasil”. “A candidata do lado de lá parece que está vivendo no incrível mundo de Bob, um mundo irreal, fantasioso e mentiroso. Fátima Bezerra, acorde, minha filha. Bolsonaro já é presidente do Brasil”, disse Andréa.

Apoiadora de Fernando Haddad (PT), Fátima Bezerra fez duras críticas a Carlos Eduardo no debate promovido pela TV Band Natal nesta quinta-feira, 18, ao criticar aspectos das gestões dele na Prefeitura do Natal. A agressividade não agradou à mulher do candidato, que disse estar “engasgada” com o tom adotado pela oponente.

“Tenho certeza que muitas pessoas estão sentindo o mesmo que eu: se sentiram atacadas, desrespeitadas. (…) Atacando (sic) Carlos Eduardo o tempo todo, chamando ele de mentiroso. Quem muito usa disso cuida. Todos nós sabemos quem são os mentirosos dessa história. A verdade sempre aparece e vai aparecer no dia 28, com o apoio do cidadão de bem que quer e acredita em um governo pautado em princípios éticos, princípios morais, um governo sério e comprometido com o povo e que dê resposta para o que o povo quer e precisa”, frisou a secretária.

Por acreditar que Bolsonaro será eleito presidente da República, Andréa Ramalho defendeu a eleição de Carlos Eduardo no Rio Grande do Norte. “O Rio Grande do Norte precisa de um governador alinhado com o presidente para fazer as mudanças que o Estado precisa. O nosso estado não quer virar uma Venezuela com o governo do PT. O nosso estado quer ser próspero, quer desenvolvimento. O Estado vai mostrar isso nas urnas”, emendou.

No vídeo, aparentemente destinado a apoiadores da candidatura, a mulher do candidato do PDT pede união como “resposta” ao que classificou como agressões feitas por Fátima durante o debate. “Vamos no dia 28 votar 12 e dar a resposta que a candidata do PT está precisando para aquelas agressões que ela fez ontem naquele debate. Agressões a nós, ao nosso povo, aos colaboradores que conhecem Carlos Eduardo, que sabem quem ele é. Junte-se a nós, me dê a sua mão e vamos derrotar o PT no Rio Grande do Norte”, finalizou.


ALIADOS DE ROBINSON FARIA COM FÁTIMA BEZERRA


Praticamente todos os aliados do governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria, que foi derrotado no primeiro turno das eleições, estão se aliando a senadora e candidata a governadora Fátima Bezerra que desprezou o atual gestor estadual acusando-o de péssimo administrador que não tinha compromisso com a segurança e atrasava os salários dos servidores.

FÁTIMA GANHA REFORÇO DA TORNOZELEIRA ELETRÔNICA


Mais um reforço do palanque de Fátima Bezerra (PT) ao governo foi o deputado Dison Lisboa (PSD), que usa uma tornozeleira eletrônica após ter sido condenado por corrupção. No entanto, para quem tem o maior ídolo preso em Curitiba por corrupção e vários outros crimes isso é fichinha.

DEPUTADO EZEQUIEL FERREIRA (PSDB) E O SEU GRUPO POLÍTICO, FAZ ACORDO COM O PT EM TROCA DA REELEIÇÃO NA PRESIDÊNCIA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA



Com os 24 deputados estaduais da próxima legislatura conhecidos desde o último dia 7, primeiro turno das eleições 2018, começou a luta pela ocupação da cadeira hoje ocupada pelo deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Presidente da AL, ele próprio é um natural candidato ao assento e trabalha com afinco para de lá não ser ejetado.

Mas, tudo passa ainda pela própria eleição do segundo turno, quando duas candidaturas estão em confronto.

Depois traremos mais detalhes de bastidores.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018