HOME

quarta-feira, 15 de maio de 2019

BUSH NÃO CONVIDOU E FOI SURPREENDIDO COM VISITA DE BOLSONARO, DIZ ASSESSOR


A viagem que Jair Bolsonaro fez nesta quarta-feira (15) ao Texas, nos Estados Unidos, já começou mal. Marcada para substituir uma homenagem que seria realizada em Nova Iorque, o capitão da reserva desembarcou em Dallas sem a confirmação do encontro que o governo já havia anunciado com o ex-presidente estadunidense George W. Bush.

À revista Veja, o assessor de imprensa de Bush, Freddy Ford, revelou que o ex-mandatário dos EUA não havia convidado Bolsonaro para um encontro e que foi surpreendido com a presença do presidente brasileiro em seu país.

“Ao contrário de algumas reportagens, o presidente Bush não esteve envolvido nos arranjos da viagem e não estendeu o convite para (Bolsonaro) vir a Dallas”, afirmou, ponderando, contudo, que Bush concordou em receber Bolsonaro quando soube que o capitão da reserva estava na cidade e pleiteando o encontro.

“Uma cortesia que ele regularmente estende aos dignitários estrangeiros quando estão nesta região”, completou.

O encontro de Bolsonaro com Bush no escritório do ex-presidente às 17h (horário de Brasília). Os dois não posaram para foto oficial e o conteúdo da conversa não foi revelado à imprensa.

Na quinta-feira (16), Bolsonaro será homenageado como personalidade do ano pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, em almoço organizado pelo World Affairs Council de Dallas/Fort Worth. O evento será realizado no Texas por conta do boicote que o capitão da reserva foi alvo em Nova Iorque, cidade onde inicialemente estava marcada a viagem.

Bolsonaro chegou a ser rejeitado, inclusive, pelo prefeito da Big Apple, Bill de Blasio, que afirmou que o presidente brasileiro não era bem-vindo na cidade.